sábado, 7 de maio de 2011

Post pra minha mãe

Vamos começar não sendo hipócritas, não é mesmo?
Eu amo minha mãe, mas ela é uma pessoa um tanto quanto... complicada.

nossa relação é tensa, vive com seus altos e baixos.
vivemos a nos atritar, a discutir, a brigar feio e a gritar no ouvido uma da outra. Vivemos a discutir os mais diversos assuntos, desde a limpeza da casa até religião.
Ela vive a querer me manter na rédea curta, evitando que eu abra minhas asas e queira voar mais longe do que posso. Sei que tenho esse problema. Sei também que eu sou o tipo de pessoa que se não fosse educada por alguém no mínimo ditadora, eu aos 15 anos já seria melhor que o Al Capone.

Eu vejo o lado dela. Acho que a educação que ela teoricamente me dá está certa. Concordo que devemos manter as notas dos filhos acima da média, concordo que não devemos chegar tarde em casa; que temos que limpar a casa; que temos que cuidar dos animais de estimação, que temos que passar menos tempo na frente do computador e que temos que parar de questionar ordens.
O problema é que eu sou praticamente a cópia da minha mãe. Questiono as ordens, assim como ela. Quero mandar em tudo e todos, assim como ela. Quero que as coisas sejam feitas às minhas ordens quando eu quero, assim como ela. Quero, quero e quero! Esse é nosso problema. Queremos muito, exigimos muito das pessoas; e com isso, perdemos muito.
As pessoas nunca estão sendo o bastante para nós. Precisamos que elas sejam melhores!

Só não somos identicas por um simples fato: Ela gosta de pessoas.
Ela vive para ajudar pessoas, enquanto eu prefiro evitá-las.
Sim, pode ser uma coisa da idade.
Mas, como ela mesmo já disse, desde sempre ela quis ajudar os outros.
Ela acredita nas pessoas. Acredita que pessoas podem ser boas, que são uma coisa divinamente perfeita.
Já eu, acho que somos uma praga que mata o planeta dia após dia.

Somos tão iguais, mas ao mesmo tempo tão contrastantes.

É isso que gosto na gente: Discutimos.
Uma das coisas nesse mundo que mais me dá prazer é discutir com os outros. Ter um bom assunto, defender  uma idéia e brigar por ela. Ter uma resposta rápida a qualquer momento, em qualquer lugar.
Mas é claro, ela é minha mãe! Devo-lhe respeito!

Se me conhecem bem sabem que não consigo controlar minha língua na maioria das vezes; vivo me ferrando por isso. Ela sabe disso, e acho que até entende.

Então, eu gostaria de agradecer por algumas coisas.
1- por ter me colocado no mundo.
2- por estar me educando da maneira que julgo ser a correta, por  mais que em muitos dias eu ache que isso é militarismo e que você está me privando da liberdade de expressão.
3- por me dar boas razões para discutir.
4- por me ensinar que a vida não é um mar de rosas.
5- por me mostrar que a vida é feita de escolhas, nas quais nós temos a liberdade de escolhê-las.
6- por manter sua pose forte e imponente até mesmo quando o mundo está acabando.
7- por me dizer uma vez por semana que preciso de tratamento psiquiatrico
8- por dizer que eu não sou normal...
9- por dizer que tem orgulho de mim.
10- por me aturar (sei que sou um porre)

já agradeci.
por mais incrível que isso pareça, não vou pedir nada dessa vez. Não escrevi linhas e linhas para que logo em seguida pedisse alguma coisa. Dessa vez escrevi falando a real.
Nesse momento você está lá encima, me dizendo que em 10 minutos vai desligar a internet.
PÕ! estou escrevendo o negócio pra você! HAHUAUHAHU
mas não a culpo.
até agradeço.


Não vou escrever uma música, não vou escrever um livro, não vou escrever um poema... Não vou recitar nada, não vou colocar uma imagem legal, não vou fazer nada disso.
Não sou hipócrita, sabe disso.
Amo você, mas não sou tão sentimental quanto deveria ser.
Eu deveria ter lembrado do dia das mães há uma semana, mas só lembrei hoje.
Eu deveria ter comprado um presente... Desculpe.
Mas, saiba que mesmo por trás dessa armadura anti-social, eu admiro muito você.
É sério, não há ninguém nesse mundo que eu admire mais do que você.

E, terminando com um clichêzinho básico:
Amo você.




[fiz ela se emocionar ao ler isso]

3 comentários:

  1. Eu sempre soube q vc amava tua mãe!
    *-*

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o post
    Se ela ler tmb vai gostar e talvez até te dê mais um tempinho de internet ;D
    Abç Gabi

    ResponderExcluir